Como Anunciar seu Link Indicação no Google ADS: O Passo a Passo Completo do Adwords

Olá leitores da R&M Luxury!

Se você é cliente R&M tanto vendendo as semijoias quanto em investimentos, em algum momento já deve ter pensado em formas de aumentar a visibilidade do seu link de indicação ou seus produtos. Você já deve ter efetuado para si mesmo, o seguinte questionamento: “como divulgar?”. Por esse motivo, no artigo de hoje mostraremos a você como o trabalho com links patrocinados poderá ajudá-lo a alavancar seus negócios na “internet”. Continue lendo este artigo para saber mais sobre como anunciar no Google ADS, otimizar suas campanhas e atingir o sucesso, utilizando o Google AdWords.

O que é Google AdWords?

O Google Adwords é um sistema que permite você criar campanhas de anúncios, investindo uma quantidade de dinheiro para fazer o seu site se destacar nos resultados de busca. Anunciar no Google é uma das maneiras mais eficientes de se obter resultados a curto prazo e de descobrir o que é ou não relevante para a sua audiência.

Toda vez que alguém faz uma pesquisa no Google, dois tipos de resultados aparecem: os resultados orgânicos e os resultados pagos (também conhecidos como links patrocinados). Hoje, nosso foco é mostrar a você as vantagens do AdWords:

  • Segmentação: seus anúncios aparecem para as pessoas certas e no momento certo. Só verão seus anúncios, pessoas que estiverem procurando por algo parecido com ele;
  • Mensuração: você consegue medir o impacto real da sua campanha, podendo editar seus anúncios ao longo do tempo;
  • Disponibilidade: o que permite você rodar novos anúncios em poucos minutos. Ou seja, é simples e rápido;
  • Controle da mensagem: você escolhe como quer falar com seu público, pois é você quem redige o texto do anúncio que vai aparecer no Google;

Todos esses pontos citados acima, você consegue manusear através do AdWords. É muito importante acompanhar as métricas diariamente, identificar o que funciona e o que não funciona para otimizar suas campanhas.

Formatos para Anunciar no Google

Existem basicamente duas formas de se anunciar no Google, através da rede de pesquisa e da rede de display. Os anúncios voltados para a rede de pesquisa aparecem na tela em que o usuário visualiza os resultados da busca que ele fez.

Na rede de pesquisa, podemos escolher para quais palavras-chave buscadas no Google, nossos anúncios aparecerão. Além disso, podemos escolher também para qual página de nosso site o usuário será redirecionado ao clicar no resultado. Por isso, é de suma importância pensar na experiência do usuário, ou seja, você precisa levá-lo até uma página de destino que seja condizente com o anúncio que ele clicou. Em outras palavras, ofereça ao seu usuário exatamente aquilo que ele está procurando.

Nessa fase de criação do anúncio, é importante utilizar textos que chamem atenção do usuário, fazendo com que ele clique no seu anúncio e não no do concorrente.

Palavras-chave

Palavras Chaves seu Anuncio

Criar sua campanha no AdWords

Ao criar sua campanha no AdWords, você escolherá uma lista de palavras-chave para vincular seus anúncios a ela. A partir daí, o Google tentará exibir seu anúncio toda vez que alguém fizer uma busca por alguma das palavras-chave da sua lista. Nós utilizamos o termo “tentará exibir”, pois para que o seu anúncio seja exibido, existe um leilão que disputará com outros anunciantes.

Como Construir uma Lista de Palavras-chave

As principais dicas nessa etapa são:

  • Faça uma lista básica, com pelo menos 10 palavras-chave;
  • Procure utilizar palavras-chave que combinem 2 ou 3 termos, como por exemplo: carros usados ou carros usados sp. Pois, se você utilizar palavras-chave de um termo só, como por exemplo carros, sua busca ficará muito abrangente, ou seja, alguém que esteja buscando sobre carros de brinquedo, poderia ver o seu anúncio;
  • Não repita palavras-chave;

Correspondência de Palavras-chave

Existem cinco tipos de correspondências, que vão desde uma abrangência mais ampla, até uma abrangência mais restrita:

  • Correspondência ampla: é o tipo padrão, ou seja, assim que você adiciona uma palavra-chave em sua lista, ela entra na correspondência ampla. Por exemplo, se você anunciar para o termo carros usados, pode ser que o Google exiba seu anúncio para buscas relacionadas, tais como: comprar carros ou carros antigos;
  • Correspondência ampla modificada: esse modelo também aciona variações da palavra-chave da lista, porém, são variações bem próximas, como plurais, erros de ortografia, abreviações, diminutivos, aumentativos, etc. Para aplicar essa correspondência você deve utilizar o símbolo de “+” antes dos termos, por exemplo: +carros +usados. Assim, quem buscar por carro usado também verá o seu anúncio.
  • Correspondência de frase: aciona o seu anúncio quando o termo buscado contém a palavra-chave original. Nesse modelo, devemos usar a palavra-chave entre àspas, por exemplo “carros usados”. Dessa forma, quem buscar por comprar carros usados, verá seu anúncio. Mas, se alguém buscar por carros fiat usados, já não verá. Em outras palavras, esse modelo permite termos antes ou depois da palavra-chave.

Uma aplicação importante pode ser exemplificada com as palavras rede de segurança e segurança de rede, a primeira delas trata do material utilizado para se instalar em janelas e varandas, por exemplo, enquanto que a segunda fala sobre redes de computadores. Sendo assim, se você atua com um desses dois segmentos, precisa fazer uso da correspondência de frase, para evitar cliques que não irão gerar conversão.

  • Correspondência exata: esse modelo somente exibirá o seu anúncio se o usuário buscar exatamente pela palavra-chave. Para usar essa correspondência, basta incluir a palavra-chave entre colchetes. Exemplo: [carros usados]

A correspondência exata é um recurso de grande valia para termos que geram ambiguidade. Por exemplo, a palavra-chave RPG. Aqui, temos pessoas buscando por exercícios de RPG e pessoas buscando pelos jogos de RPG, que são assuntos completamente diferentes. Nesse caso, se você trabalha com reeducação postural global (RPG), deve fazer uso de palavras-chave do tipo [clínica de RPG], [onde fazer RPG], [RPG benefícios] e por aí vai. O mesmo vale para quem tem um site que fale sobre jogos de RPG. Em ambos os casos, você precisa especificar melhor a palavra-chave, adicionando um termo que caracterize o seu serviço, evitando assim cliques que não trarão resultado ou conversão.

  • Correspondência negativa: o uso desse recurso, permite você evitar que seu anúncio apareça para termos amplos que não fazem sentido para o seu negócio. Por exemplo, se você utilizar a palavra-chave carros usados na correspondência ampla, pode ser que o seu anúncio apareça para a busca carros 0km. Porém, no seu negócio você não trabalha com carros novos, apenas com usados. Sendo assim, o AdWords permite você negativar termos, basta apenas utilizar o sinal de menos antes do termo. Exemplo: -0km

O uso da correspondência negativa é muito importante para aumentar o CTR do seu anúncio. CTR nada mais é do que a taxa de conversão que o seu anúncio teve. Por exemplo, se o seu anúncio teve 1000 impressões e 4 cliques, o CTR dele é de 4%. Ou seja, para encontrar o CTR, basta dividir o número de cliques pelo número de impressões.

Com tantos tipos de correspondências, o ideal é não misturar o uso delas, para evitar problemas. Por exemplo, se você utilizar a mesma palavra-chave no modo de correspondência ampla e no modo de correspondência exata, o primeiro modo prevalecerá sobre o segundo.

Anúncios – Rede de Pesquisa

Depois de cobrirmos os pontos mais importantes sobre palavras-chave, vamos continuar nosso artigo falando sobre a anatomia dos anúncios na rede de pesquisa. Basicamente, o anúncio é formado por um título, uma URL e até duas linhas de descrição. Confira os detalhes:

  • Título: no título, podemos fazer uso de até 25 caracteres e não podemos utilizar o sinal de exclamação;
  • URL: na URL, podemos escrever um pouco mais, fazendo uso de 35 caracteres. Vale dizer que o endereço que aparece na URL do anúncio pode ser diferente da URL de destino. No anúncio, o campo destinado à URL é apenas para mostrar uma URL de visualização. Ela precisa ser amigável, bem apresentada, ter o domínio do seu site, mas não precisa ser a URL real.
  • Descrição: a descrição do anúncio é dividida em duas linhas, sendo que podemos fazer uso de até 35 caracteres em cada uma dessas linhas. Esse é o espaço que você irá utilizar para passar a mensagem ao seu usuário.

Você deve ter reparado que o número de caracteres que você pode utilizar em cada um dos componentes do seu anúncio, é bem limitado. Por isso, seja criativo na hora de escrever e faça uso de técnicas de copywriting para convencer o internauta a clicar no seu anúncio e não no do concorrente. Além da criatividade, é bom se atentar a outros pontos na hora de anunciar no Google:

  • Escreva bem e sem erros de português;
  • Faça uso do call to action, ou seja, peça ao seu usuário que ele faça uma ação. Para fazer isso, lance mão de palavras como: confira, aproveite, compre, faça um orçamento, etc;
  • Coloque-se no lugar de quem faz a busca, mostre a ele somente resultados relevantes e que de fato são interessantes e condizentes com a busca realizada. Se possível, use no texto do anúncio a palavra-chave que foi buscada, a fim de que o usuário identifique-se melhor com o seu resultado;
  • Mostre ao internauta as vantagens que o seu produto ou negócio oferecem. Pode ser no preço, condições de pagamento, qualidade, exclusividade. Em linhas gerais, utilize o título e a descrição para mostrar os benefícios;

Ainda sobre anúncios, é bom mencionar que você pode utilizar extensões em seus anúncios, incluindo informações sobre o local do seu negócio, o número do seu telefone e sitelinks que permitem você oferecer, em um mesmo anúncio, mais do que apenas uma página de destino para o usuário. Com as extensões seus anúncios ficarão muito mais poderosos!

Páginas de Destino

A combinação de boas palavras-chave e anúncios chamativos não são tudo para se criar uma ótima experiência para o usuário. Precisamos trabalhar bem as páginas de destino, que são as páginas em que os usuários serão redirecionados quando clicarem em seus anúncios. É fundamental que a sua página de destino ofereça exatamente o que o usuário espera encontrar.

Por exemplo, se você fez um anúncio sobre o carro Tucson usado, o internauta espera ver modelos de Tucson usados. Em outras palavras, ele não vai ficar nem um pouco contente se não encontrar o que espera. Portanto, guarde isso, quando você utiliza páginas de destino com assuntos diferentes do que foi anunciado, você paga da mesma forma pelo clique e ainda corre o risco do cliente deixar seu site após poucos segundos de navegação.

Dicas Práticas para Elaborar uma Boa Página de Destino

  • Explique detalhadamente o seu produto ou serviço;
  • Ilustre a página com imagens e vídeos, deixando-a mais agradável e informativa;
  • Utilize blocos de textos curtos e objetivos. Facilite a leitura do usuário;
  • Tenha um call to action bem posicionado;
  • Explore e explique as principais vantagens e diferenciais do seu produto ou serviço;
  • Se possível, utilize depoimentos reais de pessoas que já foram ou ainda são seus clientes;
  • Tenha uma página de destino responsiva, que se adapte bem em qualquer computador, celular ou tablet;

Políticas do AdWords

São muitas as regras que você deve observar antes de se anunciar no Google. Em linhas gerais, o que mais importa mesmo é pensar na boa experiência do usuário. Por isso, tudo que é escrito no anúncio deve ser condizente ao que ele encontrará na página de destino, além disso atente-se para os seguintes pontos:

  • Não utilize palavras inteiras em caixa alta ou pontos de exclamação nos títulos dos anúncios;
  • Também não é permitido utilizar múltiplos sinais de exclamação na descrição dos anúncios;
  • A expressão “Clique aqui” também não pode ser utilizada;

Anúncios – Rede de Display

Com a rede de display do Google, é possível atingir clientes potenciais que nem sabem ainda da existência da sua empresa ou negócio. Com ela, seus anúncios aparecem em sites, blogs, YouTube, Gmail, entre outros.

A rede de display do Google trabalha com segmentação contextual, ou seja, seu anúncio é exibido de acordo com o contexto. Isso significa que o anúncio certo é mostrado no momento ideal. Nesse modelo de rede você pode exibir anúncios gráficos, dando mais destaque ao seu negócio ou serviço.

A rede de display do Google é formada por milhares de sites, dos mais diferentes temas. Esses sites se afiliam à rede de display através do Google AdSense e disponibilizam espaços em suas páginas para exibir anúncios relevantes para quem está navegando por elas. Quando um cliente se interessa e clica no anúncio, o anunciante paga o valor do clique para o Google, que por sua vez repassa uma parte dessa verba para o dono do site. Ou seja, todo mundo sai ganhando.

Tipos de Segmentação da Rede de Display

Existem cinco tipos de segmentação na rede de display, sendo que três deles têm foco na página em que o anúncio é posicionado e os outros dois (por interesse do usuário e remarketing), têm foco no usuário. Confira:

  • Segmentação por palavras-chave: também conhecida como segmentação contextual, nesse modelo você faz uma lista de palavras-chave e o sistema do Google vai utilizá-la para encontrar canais da rede de display que possuem aquelas palavras no conteúdo e vai exibir o seu anúncio ao lado desse conteúdo;
  • Segmentação por canais: esse modelo de segmentação permite que você escolha diretamente em qual site da rede de display você deseja exibir seus anúncios. Escolha pelo menos dez canais para cada grupo de anúncios;
  • Segmentação por tópicos: toda vez que um site se afilia para exibir anúncios da rede de display, ele se associa a um tópico. Portanto, nesse modelo de segmentação você escolhe os temas que se relacionam com o seu anúncio;
  • Segmentação por interesse do usuário: nesse modelo, o Google faz uso do histórico de navegação do usuário para identificar o interesse dele, traçando assim seu perfil;
  • Segmentação por remarketing: com esse tipo de segmentação você mostra os anúncios apenas para quem já visitou o seu site, fazendo uso de um código de remarketing que você deve instalar no seu site para ativar essa segmentação;
  •  

Conclusões

Anunciar no Google é uma ótima forma de potencializar seu serviço ou negócio. Por isso, aproveite todas as vantagens do Google AdWords e comece a ter sucesso hoje mesmo. Não esqueça de seguir atentamente todas as dicas que compartilhamos com você neste artigo, desde a criação dos anúncios até a elaboração da página de destino perfeita.

  •  

Como Usar o Google Adwords Para Ganhar Milhares de Novos Indicados

Boas Práticas Sobre AdWords Para Afiliados

Logo de cara, A R&M divide em três categorias quem trabalha com afiliados: profissional, árbitro e autoridade. Sendo o último aquele que utiliza da autoridade de já ter testado a estratégia para apoiar empresas. Os outros dois, profissional e árbitro, tendem a não aparecer tanto e a trabalhar com ferramentas mais tradicionais de anúncios.

Google Adwords tem algumas políticas que dificultam o dia a dia do afiliado. Mas, Fábio fez uma recomendação para ajudar nesse processo. A primeira dica para trabalhar com afiliados, é criar um espaço próprio para direcionar anúncios. Exemplo: criar uma landing page para que sua publicidade leve o público até ela. Dessa forma, você pode criar anúncios, configurar remarketing e rastrear os usuários. Depois, você pode direcioná-los até a empresa/produto que você está apoiando.

É interessante fazer um trabalho que seu afiliado não conseguiria fazer. As atividades não devem competir e nem ser duplicadas. O ideal é que você realize as atividades de Rede de Display e YouTube, por exemplo. Dessa forma, você vai levar os usuários para esta página intermediária, que faz parte da sua estratégia.

Mas por que é interessante ter esse passo no meio do caminho? Com a landing page e suas tags de rastreamento implementadas, é possível saber se o seu público passou para o próximo nível ou não. Além de você ter em mãos os dados necessários para planejar o próximo passo da campanha e fazer um trabalho complementar ao de seu afiliado.

Vale reforçar que essa landing page precisa estar em conformidade com seu afiliado, com as informações alinhadas e corretas de acordo com o produtor principal.

Adotar Postura Corporal de Líder faz o Cérebro Incorporar o Papel, diz Estudo

Você com certeza já ouviu falar que a postura corporal é algo essencial para uma pessoa e que há muito que ocorre nas entrelinhas, de que nem sequer nos damos conta.

A postura de um líder é um exemplo. A capacidade de liderança não depende somente da sua posição e personalidade, mas também da sua linguagem corporal.

Pesquisadores de Harvard e Stanford, em uma série de artigos, demonstraram que se posicionar corporalmente como um líder faz com que seu cérebro incorpore o papel e, com isso, tome decisões mais arriscadas e aja naturalmente como um.

O efeito é tanto que a simples postura faz com que o seu corpo libere mais testosterona (relacionada à liderança) e menos cortisol (relacionado ao estresse).

A hipótese dos cientistas é que isso seja resultado de uma seleção natural das espécies: dentre os animais, aqueles maiores ou com posturas mais expansivas tornavam-se os líderes do bando.

E a liderança sempre foi essencial na natureza, para que pudessem sobreviver – de forma que a hierarquia é uma das instituições mais antigas da vida em sociedade.

Nos testes que realizaram, aqueles com uma postura expansiva se deram melhor no papel de líder do que aqueles com uma postura introspectiva. Ou seja: a postura age de forma independente no seu desempenho.

Portanto, caro leitor, se você quiser se tornar um líder, pense como um. E, se quiser pensar como um, adote a postura de um: costas eretas e peito aberto. Estas posturas permitem que seu cérebro entenda você como um líder e aja como tal.

Produtividade: Como Aumentar a Sua em 7 Passos

Lembra aquele dia em que você voltou para casa bastante cansado, mas com uma sensação boa de ter sido bastante produtivo? É possível ativar a produtividade, deixando-a sempre ligada na sua vidaPara conseguir isso, é preciso acionar três botões:

A) Saber fazer: Adquirir continuamente conhecimentos e habilidades práticas úteis ao seu trabalho. Eles lhe permitirão pensar, analisar, tomar decisões e, sobretudo, agir de forma eficiente e eficaz. Lembre-se: quem é ignorante jamais será produtivo.

B) Poder fazer: Diz respeito, principalmente, a organizar o tempo e os demais recursos necessários à realização de suas tarefas. Sem condições de trabalho minimamente adequadas, o esforço — por mais intenso que seja — se mostrará inútil.

C) Querer fazer: Vamos agora tratar de atitudes. Você certamente conhece gente que sabe fazer, pode fazer, mas não quer fazer algo. Nesses casos a produtividade fica “mode off”. Quando o ser humano diz “não quero” fica impossível levar qualquer projeto adiante.

Caso você esteja sofrendo do que alguns chamam genericamente de “preguiça” ou “má vontade”, recomendo investigar cuidadosamente as causas desse repentino desinteresse pelo trabalho. Verifique se questões externas estão lhe prejudicando.

Veja também se são variáveis suas: aspectos subjetivos, particulares os motivos para a desaceleração da sua produtividade. Tomar uma decisão será fundamental, pois essa incômoda situação trará muitos problemas para você, seu chefe e sua organização.

Para te ajudar a aumentar a produtividade, reunimos abaixo algumas dicas práticas:

7 SEGREDOS DA PRODUTIVIDADE

  1. Agende todas as atividades a realizar e trace metas em torno delas;
  2. Cerque-se do máximo de informações úteis ao trabalho que puder agregar;
  3. Elimine as distrações e foque-se no que precisa ser feito;
  4. Crie pequenas pausas para “arejar” o cérebro;
  5. Veja a possibilidade de dispor de ferramentas de boa qualidade;
  6. Avalie continuamente os resultados do dia, da semana e do mês;
  7. Adote o espírito da superação de seus limites, buscando sempre fazer mais e melhor.

Se você conseguir incorporar esses hábitos à sua vida, pode ter certeza de que os resultados vão aparecerem em pouco tempo.

Sem categoria

Como Definir Metas: Trace Hoje Mesmo Metas Para Seu Negócio

Tem o sonho de transformar paixão em negócio online e viver com mais liberdade, prosperidade e qualidade de vida?
Então você precisa tirar isso do mundo das ideias e trazer pro mundo físico!
Definir metas é um excelente começo. E neste vídeo vou te mostrar como fazer e 6 metas que você pode traçar hoje mesmo para seu negócio digital.

Como definir metas: Trace hoje mesmo metas para seu negócio!

O que é uma meta?

Meta é um sonho ou objetivo, algo que deseja conquistar, com detalhes e prazo definido!
A grande vantagem de ter uma meta é que nosso cérebro descarta informações genéricas demais.
Quer que seu cérebro te leve a sério a respeito de algo que deseja? Transforma em meta.

Como definir metas

Quer traçar metas hoje mesmo? É muito simples.
Pega este objetivo que você tem de criar um negócio online ou qualquer outro objetivo que você tem e aplica a fórmula SMART nele.

Não existem metas impossíveis, somente prazos inadequados!

  • S: Específico / Sua meta precisa ser específica, ter dados, números, quantidades
  • M: Mensurável / Quanto mais específica, mais fácil fica de medir seu progresso
  • A: Atingível / A data e os detalhes de sua meta precisam te inspirar!
  • R: Relevante / Precisa ser importante, relevante pra você para que você faça o que tem que ser feito
  • T: Temporizável / E, por fim, toda meta precisa ter uma data limite. Ter uma data traz o senso de urgência que te leva à ação.

Quais metas devo criar para meu negócio online?

Se você ainda não tem um negócio online no ar, sua primeira meta deveria ser uma data para colocar seu empreendimento digital no ar, para trazer o senso de urgência e te levar à ação.
Existem outras 5 metas que você pode definir relacionadas ao seu negócio online. Anota aí:

  • Meta de Visitas (quantas visitas você deseja ter em seu site e até quando?);
  • Meta de Alcance social (se for criar página no Facebook, conta no Instagram, quantos seguidores deseja ter e até quando?);
  • Meta de Leads (quantas pessoas cadastradas você deseja ter e até quando?);
  • Meta de Clientes (quantos clientes você deseja ter e até quando?);
  • Meta de Ganhos (quanto você deseja ganhar e até quando?).

Lembra de aplicar a fórmula SMART em cada uma dessas metas que traçar!

Plano de Negócios Online

Tem um item exclusivo para metas e sonhos em seu plano de negócios online. Coloque as metas que traçar no item 5.2 do seu plano!
E se você ainda não tem o seu Plano de Negócios, então venha para R&M Luxury aqui você pode ser uma de nossas revendedoras de Semijoias ou até mesmo uma investidora
Eu, por exemplo, tenho a meta de finalizar os 100 vídeos do desafio power 100 até o final de 2018.
E você? Qual é sua meta? Comenta aqui embaixo!

“Se o que está fazendo não está te aproximando das suas metas está te afastando delas”

O que você está fazendo está te afastando ou te aproximando de suas metas?

Pare de Criar Desculpas e Comece a Criar Oportunidades

insegurança é um sentimento natural do homem. Algumas vezes, este instinto defensivo pode nos proteger de perigos e problemas em potencial.

Mas em outras tantas ocasiões — aliás, na maioria delas — a insegurança traz um efeito desastroso às nossas vidas.

Ao longo dos anos, passamos por momentos nos quais temos que realizar coisas que vão contra ao que estávamos acostumados a fazer. O famoso ato de sair da zona de conforto.

Só que em vez de enfrentar o desafio de peito aberto, em geral preferimos criar desculpas para evitar essas situações, graças à insegurança de falhar.

Não é simples sair da zona de conforto. Para uns, isso pode ser uma mudança assustadora. Intimidadora. Apavorante.

Mas é necessário enxergar como essa mudança pode ser benéfica.

Experimentar o que há de novo ou diferente ao nosso redor é fundamental para a nossa evolução pessoal. Trata-se de viver e aprender. Quando você evita isso por temer os riscos, fica parado no mesmo lugar para sempre.

A insegurança é traiçoeira. Na maioria dos casos, o medo que ela nos proporciona não passa de um exagero, fruto de nossas imaginações.

Essa sensação impede muitos homens de descobrirem o seu verdadeiro potencial na vida. Às vezes a capacidade está lá, dentro de você. Mas você deixa a chama adormecida porque prefere não arriscar.

Quem vive com medo morre mil mortes, escreveu Shakespeare, mas os valentes enfrentam a morte uma única vez, aproveite as oportunidades que a R&M Luxury está trazendo para você, invista no seu futuro.

É necessário encontrar coragem para agarrar com firmeza as oportunidades que pintam em nosso caminho. Ou, melhor ainda, criar as suas próprias oportunidades.

Porque o mundo, senhores, é daqueles que dão menos desculpas e agem mais.